20 dezembro 2016

Saudades

Observo o vale mais uma vez.
As nuvens altas anunciam alguma chuva.
Até isso parecia estar contra mim.
Mas decidi ficar a ouvir rádio.
O cantor que tanto gostas cantava.
Imagino que saltas dançando na pista.
Senti-me vazia como se estivesse roída
Não há nada que lave saudades?
Elas permanecem acesas qual vela trémula.
Batendo como latas nas minhas recordações.
Tantas coisas que te queria contar.
Acho que te vou odiar sempre.
Porque já não estás aqui?!
Carla Silva, 42 anos, Barbacena, Elvas

Desafio nº 113 – anagramas em frases de 6 palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário