24 janeiro 2017

77x77 - João Tovar

Nas vagas florestas da Tansmânia, em tempos ainda sem palavras e no reino dos animais livres, o amor impossível entre cão e felina gerou um canino listrado de focinho aguçado. Criou e dominou largos territórios até à chegada dum novo e estranho selvagem, de nome humano. Como qualquer amor demasiado, foi incompreendido e invejado, e até ao último dizimado. Ainda hoje, ressoados por pássaros e plantas, ecoam escuros e fundos rugidos ou latidos do Lobo da Tansmânia.
João Tovar

Sem comentários:

Enviar um comentário