19 janeiro 2017

A minha vida

A minha vida não passa de um papel de rascunho. Rabisco, apago, risco, aproveito mais um canto em branco e, quando já nada se aproveita, lixo!
Um vazio sem sentido, sem meta à vista. Uma rotina descontente. Na realidade, não sei ainda muito bem o que faço no mundo...
É um desafio?  Um fim? Um objetivo? Uma obrigação? Uma pena?
Afinal, em que fico?
Fico e pronto! Fico mais um pouco aqui, mais umas horas por aí…

Catarina Simões, 42 anos, Santa Maria da Feira

Sem comentários:

Enviar um comentário