20 janeiro 2017

Eu sabia que era capaz

Sempre gostei de ler e escrever mas não tinha mais autoestima suficiente para me lançar pois me subestimaram a dar e valer pela vida afora. Que grande graça quando pude tomar um prumo na vida, não me deixar vencer pelo desânimo e falta de amor próprio, confiar em Deus o suficiente para não me abater com opiniões ferinas, e acreditar, vivazmente, em meu potencial. Em 2016, acreditei de novo em mim: EU SABIA QUE ERA CAPAZ!
Rosélia Bezerra, 62 anos, Rio de Janeiro, Brasil

Desafio RS nº 45 – «Eu sabia que era capaz!»

Sem comentários:

Enviar um comentário