29 janeiro 2017

Falhando

Enquanto as doze badaladas se faziam notar, ia desfiando os desejos para o novo ano. A cada passa saboreada, formulou apenas um único desejo: conseguir viver em sintonia consigo própria. Agora que o ano terminava, olhava-o com alguma incredibilidade. Deixou-se existir apenas pelos outros. Reinventou-se nos outros. Cumpriu-se na vontade dos outros. Suspendeu sonhos. Ignorou-se. Amordaçou a vontade de ser ela própria. Cada dia foi ditado sobrepondo-se à promessa que desejou cumprir. E de novo tinha falhado!
Amélia Meireles, 63anos, Ponta Delgada

Escritiva nº 16 - promessa de ano novo por cumprir

Sem comentários:

Enviar um comentário