05 janeiro 2017

Mudar de Rumo

“O sofrimento enobrece” ouvia ela, sempre que se queixava da vida rude e difícil que levava.
Ao contrário do ditado, não sentia qualquer nobreza naquela vida sofrida e sentia cada vez menos forças para reverter a situação. Precisava de mudar de rumo, de ares, de conselheiros.
E o pior é que temia arrastar, para aquela tristeza e depressão, os filhos que tanto amava.
Por eles, ergueu-se, ajudou-os a crescer e cresceu também.
Agora diz: O crescimento enobrece.
Palmira Martins, 60 anos, V. N. Gaia

Desafio nº 114 - trocar as voltas ao ditado popular

Sem comentários:

Enviar um comentário