10 janeiro 2017

O caminho

Fazer o caminho de Santiago era um desejo antigo e fizemo-lo para cumprir uma promessa de finalização da Licenciatura.
Foram oito dias árduos de caminho, não a pé, mas sim de bicicleta. A beleza do caminho Português saciou-nos e ajudou-nos a ultrapassar etapas muito rigorosas. Nós atravessámos montanhas, vales, cidades grandes e pequenas, aldeias quase desprovidas de habitantes, caminhos longos onde o sol nos queimava a pele. Foi difícil, quase impossível, mas eu sabia que era capaz.
Isabel Pinela Fortunato, 43 Anos, Amadora

Desafio RS nº 45 – «Eu sabia que era capaz!»

Sem comentários:

Enviar um comentário