10 janeiro 2017

O Natal da aranha

Uma aranha pequenina
Que teimou em se esconder
Dentro da pinha de enfeitar
E na árvore de Natal foi aparecer

Fez a teia bem feitinha
Para tudo poder ver
Esqueceu-se a espertinha
Que as luzes iam acender

Quando as viu a piscar
Não sabia onde parar
Correu para o chão
E escondeu-se no fogão

Logo a fornalha se abriu
Viu a lenha e fugiu
Nunca mais ninguém a viu
O Natal passou e a aranha não voltou.
Ana Maria Troncho, 66 anos, Academia Sénior de Estremoz

Desafio nº 80 – o Natal da aranha

Sem comentários:

Enviar um comentário