03 janeiro 2017

Trabalho?

As noites demoravam muito para um garoto, mas o meu pai, tributário desde sempre, não podia ignorar um pedido da baronesa. Noites inteiras eu devia, com outros rapazes, ficar em claro, pois o fosso do castelo era povoado por rãs grasnantes e a nobre não conseguiu dormir. Quando quebraram o silêncio, deveríamos bater com um pau na água para que a baronesa não acordasse. Dizem que «o trabalho enobrece o homem.» Estranho! Porque a nobreza nunca trabalhou.
Theo De Bakkere, 64 anos, Antuérpia ― Bélgica

Desafio nº 114 - trocar as voltas ao ditado popular

Sem comentários:

Enviar um comentário