19 janeiro 2017

Uma aventura daquelas...

Canta, canta mandarim! Alegra esta manhã de primavera, dia de festa para a Pirim-pim-pim.
Que alcunha estranha para uma iguana da América Central, talvez de Yucatan, quiçá de Guatemala.
A princesa Tartaruga entra nas festividades e inicia a sua caminhada entre tulipas e acácias amarelas.
Aqui e ali faz uma pausa para vigiar a atrevida Pirim-pim-pim e a sua arma de ataque: a cauda assassina parcialmente imputada pela dentada da maléfica Anhangá, pequena rafeira das terras índias.
Cristina, 42 (aninhos…..), agrupamento de escolas Edicare, Lisboa

Desafio nº 76 – escrever sem a letra O

(nota: a Cristina faz parte da Edicare - a equipa extraordinária que transformou o sonho de um livro com desafios em 77 palavras numa realidade que sairá daqui a muito pouco tempo! Obrigada a toda a equipa, é bom sonhar convosco)

Sem comentários:

Enviar um comentário