01 fevereiro 2017

A pé

O dia não tinha nascido, já caminhavam. Fazia frio, água gelada nas poças. Não falaram até que o sol lhes disse bom dia. Sorriram e pararam para beber café. Não se demoraram. Subiram montanhas, desceram encostas, serpentearam nas curvas de rios, comeram debaixo de uma árvore centenária, beberam água das fontes, disseram adeus ao sol, a lua cheia beijou-lhes a sombra. Pararam já noite avançada. Cansados e felizes. Continuariam ainda sem sol até chegarem ao seu destino.
Marina Delgado, 52 anos, Tramagal

Desafio nº 115 – frase de Valter Hugo Mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário