17 fevereiro 2017

Na véspera

Recolheu-se à meia-noite. Levantara tarde, almoçara rapidamente, caprichara na limpeza do piso, vestira-se cuidadosamente, partira para visitar a princesa Sabrina.
Ao pôr-do-sol, sentaram-se romanticamente no píer. Já indo embora, um ruído na água – as chaves do carro. Daí em diante fora uma corrida só: chamar o príncipe irmão, telefonar para o tio, achar as chaves extras e resgatar o carro no estacionamento.
Enfim resolvera – sabia que era capaz. Poderia entregar o carro aos avós no dia seguinte.
Celina Silva Pereira, 66 anos, Brasília, DF, Brasil

Desafio RS nº 45 – «Eu sabia que era capaz!»

Sem comentários:

Enviar um comentário