21 fevereiro 2017

O cisne

Eu cheguei atrasado porque, quando vinha para cá, enganei-me na rua e entrei num beco sem saída onde estava um louco que ameaçou assassinar-me se não comprasse um cisne. Telefonei à minha família e lutámos num jogo de xadrez. Ganhámos, mas o louco esqueceu-se do cisne e tivemos que encontrar-lhe uma casa. Uma senhora trocou uma girafa pelo nosso cisne e tivemos de ir ao refúgio de girafas. Nós tivemos de voltar a Salamanca num autocarro velho.
Antonio Tapa y David Hernández, Salamanca, IES Lucía de Medrano, Espanha, prof Javier Madruga

Desafio Escritiva nº 17 – desculpas criativas

Sem comentários:

Enviar um comentário