08 fevereiro 2017

O Grande dia

Uma noite, ainda criança, adormeci, desesperado que chegasse o dia seguinte. Um sonho… projeto grandioso!
Saltei da cama, coração pulando… sachola na mão, ia construir, no quintal, um rio do tamanho do mundo. E via-o, fascinado, como se já existisse. Nesse tempo grande, tudo era mágico e eu acreditava que seria fácil construí-lo.
Haveria de o encher balde a balde...
… os anos passaram… e o rio lá continua correndo, serpenteando por entre as planícies da minha alma…
Domingos Correia, 59 anos, Amarante

Desafio nº 115 – frase de Valter Hugo Mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário