12 fevereiro 2017

Preso num elevador

Sem ele saber entre qual andar estivesse preso no elevador sem luz, o inquilino recusaria entrar em polémica com o bombeiro. Prodigiosamente não ficava em estado de confusão. Foi a sua sorte, porque com um coração fraco não podia estar exposto a mudanças emocionais. Um trevo seco e guardado na carteira dar-lhe-á este azar simples. Sentiu que a salvação se aproximava, juntando o facto feliz que, imprevista, uma nesga de luz viva lhe tivera pisado a cara.
Theo De Bakkere, 64 anos, Antuérpia, Bélgica
Mais textos aqui: http://blog.seniorennet.be/lisboa/                                    

Desafio Rádio Sim nº 46 – 12 palavras impostas

Sem comentários:

Enviar um comentário