16 fevereiro 2017

Sofrido

Olhar sofrido, pele ressequida, corpo esquecido, vivia sem vida. 
Escondia-se dos julgamentos alheios. O olhar frio das pessoas feria. 
Gastou-se o inverno. Nasceu o verão. Desaparecera num virar de dia. Um vazio ao passar ali. Meses depois, repetição. Outro. Diferente e tão parecido. Que revolta. Passadas semanas, um espanto de espetáculo! De roupas caras, cabelo arranjado, aproxima-se com passo firme. De olhar sem julgamento, ganha-o. Recolhe-o como pôde, tombando o filho sobre as costas, levou-o de volta.
Mariana Sanchez, 38 anos, Barcelona, Espanha

Desafio nº 92 – associar: frio, espanto, revolta e repetição

Sem comentários:

Enviar um comentário