15 fevereiro 2017

Tudo

Segunda. Carolina enrolada no édredon com um olho por abrir:
― Está de chuva?
― Céu azul mas com este vento promete – responde o pai.
A gabardine vermelha tinha ficado esquecida na avó. Arrisco. Saio à rua.
Nuvens a escurecer. Chego à escola! De repente, parece de noite. Gotas cada vez mais gordas caem nas janelas. Toca o sino. Impossível sair dali. Um verdadeiro dilúvio. Mensagem no telemóvel. “Não saias daí. Vou-te buscar!”
Quem tem um amor tem tudo.
Mariana Sanchez, 38 anos, Barcelona
Desafio Escritiva nº 3 – texto com: chuva, vento, amor, azul, vermelho e rua

Sem comentários:

Enviar um comentário