14 março 2017

Elisabeth Oliveira Janeiro ― desafio RS nº 47

Diversão Perversa
Andava uma varejeira numa atrapalhação de encontro ao vidro, e eu espicaçar a sua zanga sem grande hesitação.  Atraída pela luz da lamparina seguia primeiro o meu dedo que
dava quatro voltas e ao terminar cometia o bárbaro crime de a desorientar.  Embrulhada no meu xaile pele de urso, não tinha rival oculto ou místico que enredasse o quase impossível joguete.  Como nota discordante, um jaguar em loiça herdado dum tio falido.
Com imaginação, nunca tenho solidão!!
Elisabeth Oliveira Janeiro, 72 anos, Lisboa

Desafio RS nº 47 – 23 palavras obrigatórias!

1 comentário: