08 março 2017

Mariana Sanchez – desafio RS nº 37

Hora de ponta no metro. Toca o telemóvel. Carteira cheia. Saí tudo menos o telefone. Finalmente encontro mas já era tarde. Volto a pôr tudo. Cai um dos mil lápis que levo. Procuro, só vejo pés.
Não há-de ser o do António. Final do dia, pede-me o lápis. Não estava na carteira. Semanas depois, na cozinha dos avós, o dito lápis do Benfica com um recado. “António, encontrei-o no metro achei que ias gostar. Beijinhos, primo João”.
Mariana Sanchez, 38 anos, Barcelona

Desafio RS nº 37 – o lápis caído no chão

1 comentário:

  1. Mariana, uma bolsa é um mundo e o mundo é a nossa casa. Gostei muito da sua história. Parabéns

    ResponderEliminar