05 abril 2017

Carla Augusto ― desafio nº 117

Hoje mudei. Não por acaso, mas porque ganhei forças. Amedrontada, com comichão, mas fui!
A mãe nem percebia o que se passava. Horas a preparar-me…
Dissera-lhe que não jantaria em casa. Nem se atreveu a perguntar nada, há muito que me via isolada.

“Nem acredito que vieste, há meses que te espero!”. Pega na minha mão: “Gosto de ti. Em ti, só o teu sorriso me pode contagiar!“  
Sentados na Vespa, beijou-me os lábios. Senti-me a voar!
Carla Augusto, Alenquer, 49 anos

Desafio nº 117 – uma história para ajudar a combater a psoríase

Sem comentários:

Enviar um comentário