01 maio 2017

Regina Gouveia ― desafio nº 107

Não digo palavrões, particularmente quando acompanhado. Nisso não alinhava com o Policarpo e o Apolinário. Coitados, lerparam novos e de formas peculiares. Um, encostado ao espaldar da
cadeira, conversava com o chefe e ficou a meio de uma frase. O outro ia colher um repolho no quintal. Calçava alpergatas, tropeçou, caiu e foi desta para melhor.
Bons compinchas, sempre bem dispostos… Recordo uma frase “lapidar” que repetiam frequentemente. Mais vale rico e saudável que pobrezinho e doente...
Regina Gouveia, 71 anos, Porto

Desafio nº 107 ― 10 palavras com PLR

Sem comentários:

Enviar um comentário