25 maio 2017

Susana Sofia Miranda Santos ― desafio nº 37

O menino Rui despertou doente e ficou no leito. O tio levou-lhe leite quentinho, esteve sempre junto dele, construindo puzzles e edifícios com o dominó. De noite, o menino Rui sentiu-se melhor com os
miminhos que o tio lhe dedicou.
Se um destino cruel surgir no nosso futuro, o melhor modo de vencer desilusões, dores e oposições é termos junto de nós um ombro de consolo... conseguiremos ver luzes no escuro e sentir um sólido porto seguro.
Susana Sofia Miranda Santos, 37 anos, Porto
Desafio nº 37 – uma história sem usar a letra A

Sem comentários:

Enviar um comentário