09 julho 2017

Alda ― escritiva nº 21

Adorava fazer caixinha com as amigas. E um dia a tia, sempre bem humorada, ofereceu-lhe uma caixinha linda em madeira, decorada com a técnica decoupage.
Aproveitou para guardar nela a carta que recebera do outro lado do mundo, que lhe trazia uma verdadeira história de encantar, que nem nos livros, encontramos.
Nessa noite, ao serão, jogou a carta trunfo e ganhou pela primeira vez aos irmãos. Confortada pelo jogo, abriu o livro e contou-lhes do seu divórcio.
Alda, 49 anos, Porto
Escritiva nº 21 ― falsos amigos (palavras com vários significados)
Carta (escrita/jogar)
Caixinha (guardar segredo/objeto )

Livro(com folhas/vida)

Sem comentários:

Enviar um comentário