11 julho 2017

Natalina Marques ― desafio nº 121

Era a mim, que contavas os teus segredos, estava sempre lá, 
com a minha paciência e resignação.
O teu amor não correspondido, enxugava-te as lágrimas, tentando suavizar-te a dor.
Talvez não saibas, mas também te amo em segredo,
conheço teu sofrimento porque padeço do mesmo mal.
Como te compreendo.
Contudo, tu dizias que, quando o amor batesse à porta,
era banal, não era importante, amar era para os fracos.
Enganas-te; Só os fortes conseguem amar pelos dois.
Natalina Marques, 58 anos, Palmela

Desafio nº 121 – 3 inícios de frase impostos

Sem comentários:

Enviar um comentário