20 julho 2017

Susana Sofia Miranda Santos ― desafio nº 76

A entidade masculina que habita na minha alma excede qualquer representante da espécie humana em determinadas características da individualidade: inteligência, sensibilidade, fraternidade.
Mas, apesar de ter quase metade de vida secular, é parca a sua maturidade... parece uma criança, prefere prestar vassalagem à família em vez de pugnar pela sua independência.
Sabes, amar-te implica guerra permanente, mas qualquer luta que enfrente para chegar até ti será justificável! Tu mereces qualquer renúncia.
Amar-te é e será sempre especial.
Susana Sofia Miranda Santos, 38 anos, Porto

Desafio nº 76 – escrever sem a letra O

Sem comentários:

Enviar um comentário