26 agosto 2017

Alda Gonçalves ― escritiva nº 23

O sol intenso e o carro, um vintage dos anos 90, não nos levaria longe.
Entramos por uma estrada secundária, estreita, onde se cruzavam dois carros com dificuldade. 
Muita sombra, ora de tílias, ora plátanos, pinheiros e austrálias, davam um ar de frescura. De repente ao lado direito uma queda de água chamou a atenção. Parámos. Bucólico o local com piscinas naturais e muita relva, em pleno Alvão. Onde o turismo ainda não descarregou a sua ira.
Alda Gonçalves, 49 anos, Porto

Escritiva nº 23 – recomendar um destino, guias de viagem

Sem comentários:

Enviar um comentário