24 setembro 2017

Fernanda Costa - desafio nº 118

O Sol dos amigos
Liana atravessava um momento de incerteza, aquele encontro com Alberto foi uma bênção. Em tempos idos, ele ignorou as imperfeições, demitiu-se do julgamento, calçou inúmeras vezes os seus sapatos, caminhou com ela.
Naquele dia, Alberto soprou as nuvens, o Sol apressou-se a chegar e Liana chorou ― lágrimas doces, tal como estrelas em noite de Natal. De tão genuínas, vivificaram a sua alma.
Liana esqueceu a negrura do tempo, vestiu-se de coragem, agradeceu e acendeu a sua Luz.
Fernanda Costa, 55 anos, Alcobaça

Desafio nº 118 – associação de palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário