21 fevereiro 2018

Natalina Marques ― escritiva 29


Vieram juntos do mercado, foram juntos para o frigorífico e o tempo que ali permaneceram chegou para descobrirem a sua paixão.  Juraram amor eterno, que iriam juntos para a panela da sopa.
Mas a cenoura, que sonhava com voos mais altos,  preferiu a salada, deixando o nabo na mais profunda solidão.
Passado  alguns dias, disse para a abóbora, que o olhava com ternura.
― Tu também te vais embora?
― Eu não gosto de salada, prefiro a sopa contigo.
Natalina Marques, 58 anos, Palmela
Escritiva nº 29 – história de amor de objetos


Sem comentários:

Enviar um comentário