15 maio 2018

Cláudio Cardoso ― desafio 135

Era uma vez um homem que era dono do seu próprio conceito, era o homem mais sensato, por isso, foi eleito o vencedor do Nobel da Paz, por todo o bem que tinha feito.
Nunca acreditou num simples mito, nem alimentou nenhum conflito. Sempre foi verdadeiro. Deixou de lado o preconceito, pegou verdadeiramente no que sentia dentro do peito.
Foi morto, muito cedo, pelo preconceito dos outros, mas como nunca foi preconceituoso, de todos ganhou imenso respeito.
Cláudio Cardoso, 17 anos, 12ºG, Escola Secundária Inês de Castro, Vila Nova de Gaia, prof Carla Rosário
Desafio nº 135 – 7 palavras com ITO

Sem comentários:

Enviar um comentário