04 maio 2018

Diário 77 ― 40 ― Lamechas

– Então? Não vens dormir?
Clara sorriu. Ia, mas parara ali, encostada à porta, a espiar o sono do Filipe.
– Ele não foge, sabes? – gozou o marido.
– Juras? Mesmo…?
Não era uma pergunta, era uma brincadeira. As pernas mal cabiam na cama, o quarto estava num desalinho, os posters enchiam as paredes e os sonhos. Estava quase no tempo de abrir a gaiola e deixá-lo voar.
O marido abraçou-a.
– Lamechas… – disse-lhe ao ouvido, tentando disfarçar os olhos comovidos.
Margarida Fonseca Santos


2 comentários:

  1. Adorei... Assim, tal e qual!!!! Beijinho, menina que sente e escreve LINDO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheheh, pois é.
      Um grande beijinho agradecido

      Eliminar