20 maio 2018

Diário 77 ― 53 ― Diferente

Aconteceu-lhe assim, sem aviso. O trânsito parado, a chuva a disparatar contra o vidro, o cansaço a gastar-lhe a serenidade. Deu um murro no volante.
Chega!
Estacionou sem ligar aos sinais. Saiu para a chuva, desafiando-a a manter-se disparatada. Usou-a para lavar o cansaço, mudando-lhe o aspeto. Atreveu-se a procurar a serenidade. Largos minutos passaram.
Quando voltou ao carro, estava diferente. O trânsito também. A chuva, agora tímida, levava consigo a recordação daquilo a que chamamos antes.
Margarida Fonseca Santos


Sem comentários:

Enviar um comentário