29 maio 2018

Mário - desafio 128

Num dia de muito Sol, estava a observar o rio. Deparei-me muito incrédulo e pasmado com os peixes em asfixia, pois só havia uma réstia de água. Zé António Azedume achou que seria uma idiotice consultar o que estava arquivado nas maiores das maiores gavetas do mundo. Podendo assim ficar a conhecer o Senhor Garganta que iria dar por finalizado o segredo sobre a falta de água, no caudal, que corria desde a nascente até à foz.
Mário, 6ºB, 11anos, Olhão, Escola EB 2/3 Professor Paula Nogueira, Profª Cândida Vieira
Desafio nº 128 – 12 palavras com 4 no meio

Sem comentários:

Enviar um comentário