16 junho 2018

Diário 77 ― 72 ― Atacadores

Bolas!!! Se não tivesse sido tão teimosa! Se tivesse ouvido outra vez!
Matilde não conseguia lembrar-se. Era por cima, depois dava a volta… Não! Tinham de fazer umas orelhas, disso lembrava-se, e depois?
Nada feito! Os atacadores recusavam-se a colaborar. A voz da mãe chamava:
– Então? Chamo o elevador?
Matilde encheu-se de coragem. Avançou pelo corredor, qual soldado derrotado. Os atacadores, mortos de cansaço, iam de rojo pelo chão.
– Ai, Matilde, desculpa, esqueci-me. Que cabeça a minha!
Margarida Fonseca Santos


Sem comentários:

Enviar um comentário