05 junho 2018

Dânia Vicente ― desafio RS 33


Armando
Armando quase corria, cumprimentou Teresa com desenvoltura, ela estranhou, mas retribuiu. Conhecia-o? Não!
Tanta beleza, logo perigo eminente! Retrocedeu no tempo, eliminando contornos da última catástrofe.
O encontro seguinte, numa época vincada pelos sonhos de infância, propiciava o amor. Teresa não conseguiu sublimar aquele fascínio. O seu corpo e alma já não comportavam tanta luz ― transbordava. Medo e exaltação ― incontroláveis. Sonhava!
Armando doou-se. Teresa sentiu.
Peripécias surreais decorreram, magoou-se!
Armando precisava voar, amando, tal como passarinho migratório.
Dânia Vicente, 44 anos, Penamacor 
Desafio RS nº 33 – uma história de enganos

Sem comentários:

Enviar um comentário