01 outubro 2015

Quem somos

Foi toda a vida uma maria-rapaz. Falamos disto porque nunca escreveu diários - só escrevia quando a obrigavam -, nem memórias, nada. Mas, ao ter dois filhos rapazes, tudo mudou. Pôde brincar com carros e comboios, essas coisas giras, e acabou por começar a escrever histórias para eles. Ao mesmo tempo, também apareceram textos para adultos. No fundo, gosta muito de escrever o que sentimos. Pelo meio, tinha dedicado a sua vida profissional ao ensino - ensinar é realmente um sonho de criança! Estava ligada à música e à pedagogia, mas a certa altura deixou isso para se dedicar à escrita a tempo inteiro, nunca deixando de ensinar, mas agora a escrita. Como gosta imenso de pôr outros a escrever, imenso!, este blogue é o resultado disso. São desafios divertidos (alguns diabólicos, como podem constatar!) que modificam a forma como encaramos isto a que chamamos escrever

Paula Pessanha Isidoro
Quando era pequena, a Paula só tinha certeza de uma coisa: não queria crescer, não queria ser grande! E no fundo nunca cresceu! Brinca às professoras e viaja pelo mundo com a mochila às costas e a cabeça cheia de ideias para partilhar com os outros e o coração aberto para deixar entrar mais e mais pessoas. Anda nesta vida desde 2005 e já andou a passear por França, Nigéria, África do Sul e Espanha. Agora finge ser boa professora com os mais pequenos (que também não querem ser grandes) e com os grandes (que pensam que já não são pequenos, mas é mentira).
Gosta muito de ler e por isso convenceu um grupo de amigos a terem um clube secreto onde só lêem livros em português. Como também gosta de escrever, deixou-se convencer pela sua flor preferida (a Margarida) a rabiscar umas quantas coisas no blog dela.

2 comentários:

  1. Adorei a experiência, Paula. Já coloquei a ligação para todos os meus alunos (da Universidade e da EOI).
    O texto acima sobre a tua biografia é delicioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela ajuda e pelo carinho por este projeto! E ter a Paula aqui comigo é, sem dúvida, algo muito especial (mas calculo que já saiba disso)
      Um abraço

      Eliminar