05/05/21

Elisa da Conceição Ramos – desafio RBE 2021

Gosto de brincar com as palavras,

visitá-las, acarinhá-las,

passear com elas, até onde a lua me levar.

Gosto de as ver refletidas no teu rosto, triste,

para poder iluminá-lo com a luz dos seus sons que,

transformados em música, abrem o sorriso dos teus lábios

sedentos de amor!

Ó ironia do destino! Apaga deste mundo as palavras que fazem a

guerra,

que trazem fome, que calam a vida!

Palavras de sim, palavras de não,

palavras de pão!

Elisa da Conceição Ramos, 64 anos, Bragança, PB no AE Abade de Baçal

Desafio RBE 2021

Maria T – desafio RBE 2021

Olá, sou a Alice, da famosa história «Alice no país das maravilhas». Não se passa grande coisa onde vivo, tirando as coisas que eu já vi e que eu já vivi. Eu só queria uma única aventura, mais uma descoberta, um sonho! Descendo à terra, só quero sair daqui. Há cerca de 25 anos nesta biblioteca, meia empoeirada, pois quase ninguém vem. Só mesmo a bibliotecária é que me abre e me esfolheia de vez em quando.

Maria T, 12 anos, 6º ano, Coimbra

Desafio RBE 2021

Sofia Sobral Ramos – desafio RBE 2021

Não gostava muito de bibliotecas, tão silenciosas. Ele, que gostava de conversar, tinha de se calar.

– Schiu… Aqui tens de estar sossegado – dizia-lhe a Dona Graciete, bibliotecária.

Queria tanto saber o que se passava ali? Certo dia, ela viu-o a espreitar e convidou-o a entrar. Foi então que lhe explicou que o sossego era para os livros poderem desassossegar a nossa alma. Para podermos ouvir os livros e conversar com eles. Ah! Nunca mais quis sair dali!

Sofia Sobral Ramos, 43 anos, Coimbra

Desafio RBE 2021

04/05/21

Guilherme T – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

Livros ajudam a entrar num mundo diferente, no qual os problemas desaparecem num instante, relaxando assim quem lê. Acho que é um portão: que mesmo sem querer entrar, ao entrar, não se quer sair. Ler também serve como prática para falar em voz alta, mas o que mais me fascina é que pessoas conseguem ouvir uma palavra mas interpretam de diferentes formas, assim fazendo com que pessoas criem a sua história. Aliás, puxar pela imaginação faz bem!

Guilherme T, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Joana R – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

Ler faz-nos rir, chorar

Faz-nos pensar, imaginar.

Ler é uma emoção,

pois sem ela, não existiria esta canção.

Os mitos, a magia,

criatividade, a exploração,

Trazem-nos sempre vida.

E também nos contam uma geração.

Os autores muito nos podem ajudar,

A conhecer novos mundos, novos seres.

Assim a expressividade pode aumentar

e com eles podemos ter novos poderes.

Ler é uma alegria, uma tristeza,

uma canção e emoção

Porque sem lermos

não existiria esta magnífica proeza.

Joana R, 6º A, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Inês S – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

Quando lemos gostamos de vários tipos de livros: romances, aventuras, etc. Temos também vários tipos de sentimentos: paz, amor, tristeza e até mesmo desilusão, quando a história

não corre como a estávamos a imaginar. Muitas vezes quando vamos ler, dizemos que só vamos ler cinco ou dez minutos, mas quando damos por nós, vemos que já passou uma meia hora, pois ao ler é como se desligássemos deste mundo e fôssemos fazer uma viagem a outro mundo.

Inês S, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Matilde C – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

O que é um livro?

Não se sabe o que é um livro, muitos dizem que é um amigo, outros um aborrecimento, para mim um mistério. Quando compro um, adoro o cheiro a papel novo ou até velho. Mal o abro, embarco numa aventura que nunca tem fim, mas quando acaba imagino outro final.

Até gosto de ler listas telefónicas que demoram quase um mês para acabar. Não sei se todos gostam de ler, mas eu gosto.

Matilde C, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Duarte C – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

Um dia acordei para ir para a escola, acordei demasiado cedo, não sei porquê, apeteceu-me escrever uma história. Comecei a ler os meus pensamentos e a viajar na minha imaginação. Tentei escrever uma história sobre a leitura e sobre o quanto eu gosto de ler, mas não

consegui. Peguei nalguns livros que tinha em casa e comecei a divertir-me. Foi então

que me apareceu um livro com setenta e sete palavras, e essa foi a minha escolha.

Duarte C, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Rodrigo – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

Era uma vez um menino chamado Miguel, que não gostava de ler, mas na verdade ele nunca tinha lido, porque tinha medo dos livros. Certo dia ele encontrou um livro, em que a capa trazia ao leitor FantasiaMistério e Aventura e o Miguel pediu aos pais para lho comprarem. Assim que lho ofereceram, o Miguel começou a ler e viu que era divertido. Isso trouxe ao Miguel muita imaginação e ele perdeu o medo dos livros.

Rodrigo, 6ºA, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Henrique S – desafio PNL 2027 – Semana da Leitura 2021

A leitura é uma ação sagrada que necessita de alguma atenção para compreendermos o que o autor nos quer transmitir. A leitura é uma porta enorme que nos abre o caminho para a imaginação.

A leitura é um exemplo de questionário que nos dá a mão, mas sempre queremos o braço. A leitura é uma viagem eterna que dura até ao fim do “querer”, é algo que nunca acaba, que dura para todo o sempre, algo infinito.

Henrique S., 6º A, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL2027 – Semana da Leitura 2021

Dora Morgado – desafio RBE 2021

Dando vida às personagens, sugiro leituras e partilho paixões. Acolá, vamos ajudar a filtrar a informação que nos chega depois de um clic, rápido e intenso, no computador já antigo. Esta mesa é a de gente com o TPC resolvido na nesga de um intervalo. Olhos ávidos percorrem prateleiras coloridas e sumarentas, cheias de histórias, de factos, de informação.

Nesta nossa biblioteca, temos mundos em camadas, temos sonhos às colheradas, temos o coração da escola a palpitar.

Dora Morgado (PB), 56 anos, Samora Correia

Desafio RBE 2021

O trio de Olhão! – Clube Desafia-te

O gafanhoto Amarelo aprendeu a multiplicar e, no caminho para casa, ia cantando: 6 X 1 = 6, 6 x 2 = 12, 6 x 3 =??? 

Ops! Já não se lembrava quanto era 6 X 3! Resolveu perguntar ao Rei das Contas. 

– Majestade, podia dizer-me quanto é 6 X 3?

– Claro que sim! Mas primeiro vais ter de encontrar o meu baú das contas. Dou-te uma pista: ele está junto do 9 X 2.

– É 18, sua majestade?! 

– Sim! 

G. S., 8 anos, J. V., 21 anos, C. V., 57 anos, Olhão 

Clube Desafia-te

O trio de Olhão! – Clube Desafia-te

Hoje, à tarde, encontrei um rapaz muito interessante: chamava-se João e gostava de viajar. Começamos a conversar e reparei que ele estava sempre a mexer nos cabelos. Perguntei-lhe:

– Ó rapaz, porque mexes tanto nos cabelos? Andas à procura de piolhos? 

– Eu não, pá! Apenas estou a pentear-me. 

– A pentear-te? Com esse cabelo espetado?! 

– Espetado, o meu cabelo! 

Sorri-lhe. Só sabia que ele tinha o cabelo de vassoura. Mas, claro que não lhe podia dizer. Amizade é assim… 

G. S., 8 anos, J. V., 21 anos, C. V., 57 anos, Olhão 

Clube Desafia-te

O trio de Olhão! – Clube Desafia-te

Numa bela manhã, estava um elefante cor-de-rosa, com o seu porta-chaves na mão, a olhar para o arco-íris. Nisto, aparece um frango e o elefante diz-lhe:

– Senta-te e cozinha-te no micro-ondas

O franguinho como era muito teimosinho, virou-se para o elefante é diz-lhe:

– Ó trombudo, para quê essas ideias parvas?! 

O elefante cor-de-rosa desculpou-se:

– Desculpa lá, ó franguinho! Não era para ofender. - E sussurrando disse: "Um dia vais ver…" 

No dia seguinte, um caçador caçou o frango… 

G. S., 8 anos, J. V., 21 anos, C. V., 57 anos, Olhão 

Clube Desafia-te

03/05/21

Roseane Ferreira – desafio RBE 2021

Recebia com um sorriso largo, bom dia e presteza os meninos, era aquela que conduzia ao caminho da literatura certa, incrementava a pesquisa, encontrava todos os assuntos ditos difíceis.

A biblioteca era sua casa, onde se sentia feliz, realizada, de alma leve, afinal sabia que dali saíam pessoas mais esclarecidas, cidadãos mais atentos aos seus direitos, e ficava grata por saber ter contribuído para isso. Desde menina sempre foi fascinada por estar em meio aos livros, muitos deles!

Roseane Ferreira, 58 anos, Macapá, AP, Amazônia, Brasil

Desafio RBE 2021

Manuel P – desafio PNL2027 Semana da Leitura 2021

Se eu fosse um escritor, escreveria para crianças essencialmente, e pouco para adultos, pois acho que as crianças é que precisam de ler mais. Antes de começar a escrever leria muito, muito, muito, para aprender termos e linguagens. Depois escreveria poemas, narrativas, um ou dois teatros e romances para adultos, pois acho que o amor é muito importante. Se fosse escritor também gostaria de ganhar prémios pela minha qualidade e dedicação. Acho que ser escritor é incrível!

Manuel P, 6ºB, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL – Semana da Leitura 2021

Tiago N – desafio PNL2027 Semana da Leitura 2021

Um menino chamado João adorava ler, escrever e contar histórias. Sempre que a professora explicava como melhorar os textos ou quando ela lia um texto de um livro, ele ficava sempre de olhos e ouvidos bem abertos.

A coisa que João mais adorava na escola era ler os livros da biblioteca: a professora deixava requisitar quando quisessem.

Ele só não lia também nos intervalos de 30 minutos pois gostava de ficar a brincar com os seus amigos.

Tiago N, 6ºB, Escola Dr. Costa Matos, Gaia, prof Cristina Félix

Desafio PNL – Semana da Leitura 2021

02/05/21

Helena Rosinha – desafio RBE 2021

Sozinha numa mesa, segura o Livro de Mágoas; lê, ergue o olhar para ele, volta a ler, a folhear. Numa outra mesa, ele folheia Manual de Cardiologia; lê, ergue o olhar para ela, volta a mergulhar na leitura. Pedro, lembrando Inês, evoco, armada em Cupido.

Na mesa redonda, um grupo debate Felizmente há Luar. Há livros e há vida na biblioteca escolar. A mim, cabe-me acompanhar, orientar. E sou uma privilegiada. Porque também aqui o amor acontece.

Helena Rosinha, 68 anos, VFX

Desafio RBE 2021

Matilde C – desafio 196

«Só se fosse louco!». E realmente seria se abdicasse do que tenho de mais precioso… eu mesmo. 

Foi me solicitado o encarceramento da minha imaginação, requisitada a esperança que a minha alma transborda.

Tentaram limitar a minha liberdade, retirar o meu direito de sorrir e impedir o meu poder de sonhar. Esforçaram-se para diminuir a imensidão do meu ser a um mero pedaço de carne insignificante.

Tentaram. Realmente tentaram, mas a verdade é que por aí ficaram.

Matilde C, 14 anos, Odivelas

Desafio nº 196 ― só se fosse louco

30/04/21

Ana Paula Oliveira – desafio RBE 2021

Pequeninas coisas que preenchem a alma.

Pedro era assíduo na Biblioteca Escolar. Agora a frequentar uma escola profissional, voltou à antiga escola para fazer o empréstimo de um DVD necessário para um trabalho. Que lhe recomendasse um livro, também!

Optou por um, o título seduziu-o. Quando o devolveu, deixou-me uma mensagem:

“Obrigado por me recomendar este livro, ele dá uma lição de vida às pessoas. Gostei tanto! É uma história triste, até chorei, mas faz bem chorar.”

Ana Paula Oliveira, 60 anos, S. João da Madeira

Desafio RBE 2021