14 março 2016

Como quero para mim

PARTISTE, sabes bem que não tinhas outra opção.
Não há nada que me faça crer nas tuas CONJECTURAS.
Podes pedir perdão, mas quer ACREDITES ou não,
jamais, cairei nas tuas MENTIRAS.
Saio da tua vida com os TRAUMAS e FRACTURAS,
pelas tuas FALCATRUAS, que me OBRIGASTE a SUPORTAR.
Agora sou eu que te digo, não.
Não vou mais ceder, por mais que te ame.
Mas espero que na tua vida ENCONTRES
a paz, como quero para mim.

Natalina Marques, 56 anos, Palmela

Desafio nº 88 – todas as palavras com mais de 6 letras têm de ter RST

Sem comentários:

Enviar um comentário