20 agosto 2016

Amo-te

Fecho os olhos e sonho. Enrolo o papel e coloco-o na garrafa, assobiando a nossa canção, na esperança de que os sons se deixem aprisionar. Só então coloco a rolha.
As gaivotas grasnam, envolvendo-me num voo circular. São sons arrepiantes que traduzem o meu desespero pela tua partida.
Tomo a garrafa nos braços, acaricio-a, beijo-a e atiro-a ao mar na esperança de que um dia a encontres e saibas que o amor é a única resposta: «Amo-te».
Quita Miguel, 56 anos, Cascais
Faça aqui o download do livro infantil «O Chapéu-de-chuva às Bolinhas» http://ow.ly/ZtAG0

Desafio Escritiva nº 11 – mensagem na garrafa

Sem comentários:

Enviar um comentário