20 janeiro 2017

Gratidão aos ingratos

Ano passado, de uma forma toda especial, prometi não procurar mais a quem não se importava comigo. Cadê que cumpri? Fica difícil, pois amar a quem se ama é fácil e deixar de amar a quem se ama é outro desafio grande. Daí que caí de novo e procuro, de alguma forma, a quem não me faz tanto caso. Haja coração! Deus não gosta de moleza, tenho visto. Me lança, em grandes proporções, a estar com ingratos.
Rosélia Bezerra, 62 anos, Rio de Janeiro, Brasil

Desafio Escritiva nº 16 - promessa de ano novo por cumprir

2 comentários:

  1. Boa noite, querida amiga Margarida!
    Gostei muito de ter retornado.... Estou de férias agitando a mente um pouco, rs...
    Belo desafio e pertinente...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, isso, é sempre bom agitar a mente! ;)
      Um grande beijinho

      Eliminar