07 maio 2017

Inês Aparício ― desafio nº 103

Nada mais havia a fazer, eras uma memória.
Se tivesse evitado as palavras, podias ser esquecido facilmente.

Agora, restava tentar matar a memória das palavras.
E assim tentei. Primeiro, coloquei outras palavras em cima destas palavras. Não resultou, as palavras emergiam. Depois, neguei-as com palavras que a fizessem fruto da minha imaginação, mas a memória não se enganou.  Por fim, tive que acabar com as palavras, confundido os seus sentidos.
Resultado: uma panela faz tranças ao sol.
Inês Aparício, 30 anos, Porto

Desafio nº 103 – 3 frases impostas por ordem

Sem comentários:

Enviar um comentário