07 agosto 2017

Domingos Correia ― desafio nº 122

Improviso
A noite foi farra até tarde. Onde dormir? Lembrei-me das barracas de praia. Acordei a precisar de algo reconfortante. Subi a rampa até à rua e entrei na pastelaria. Pedi um copo de leite e uma torrada. Meto a mão ao bolso, não acho a carteira… como fazer? Um mosquito enervante zumbia à minha volta… uma palmada, adeus inseto… então lembrei-me… deitei o mosquito no resto do leite, chamei o empregado… E assim me livrei de pagar.
Domingos Correia, 59 anos, Amarante

Desafio nº 122 ― um mosquito no leite

Sem comentários:

Enviar um comentário