02 junho 2018

Diário 77 ― 63 ― O temporal

– Meu Deus! O chão todo molhado! Olhem para isto!
Duas cabeças espreitavam da borda da banheira. Um lago… A casa de banho estava transformada num lago.
Deixaram-se ficar, de queixo encostado à banheira, espiando os movimentos da esfregona que, impiedosa, removia a água sem descanso.
– Estão contentes?! Quantas vezes já vos disse para terem cuidado, digam lá?
As duas caras nem se mexeram, sempre de queixo apoiado.
Só então o Manel disse:
– Estava mau tempo, mãe …
Margarida Fonseca Santos


Sem comentários:

Enviar um comentário