06/04/12

histórias recebidas - abril 2012 I


Mãe e filha
 Mãe e filha sentaram-se nos seus lugares. A filha à frente e a mãe atrás. Entraram no túnel e a luz de agosto apagou-se na escuridão. Não sabiam para onde iam, mas a viagem começou, alucinante.
Desciam, viravam, desciam outra vez, viravam de novo. Riam-se e soltavam gritos de alegria. Ouviam também outros risos e gritos de brincadeira.
Quando enfim terminou a viagem, a cara aberta num sorriso, pensaram “Temos de voltar a este parque de atrações”.
 +
M
“Gostava que escrevessem uma carta para uma colega que não conhecem, mas que está triste”. Desafiei os meus alunos e esperei que o seu bom coração fizesse o resto. “Podem chamá-la M”.
No dia seguinte entreguei 25 cartas à M. “Posso responder?”” Claro!”  
E entreguei 25 respostas aos meus alunos que não acreditavam que a M. tivesse escrito a todos. E continuei a levar respostas às respostas.
Afinal até apanhavam o mesmo autocarro que a amiga Marisa!
Clara Cardoso, 46 anos, Lisboa e filha!


Ao redor desta árvore se contaram histórias que preencheram as tardes quentes de verão.
Nos seus ramos erguemos a casa que recebeu as nossas brincadeiras, nos viu crescer, por vezes chorar e muitas vezes rir.
À sua sombra demos o primeiro beijo e sonhámos um futuro de aventura.
Hoje, despedimo-nos daquela que acompanhou a nossa infância, nos suportou na adolescência e acolheu os nossos lamentos de adulto.
Amanhã será derrubada e o seu lugar atropelado pelo asfalto.
 Quita Miguel, 52 anos, Cascais


Acordei com um sorriso motivado pelo mundo. Percebi o desejo de percorrer o globo, entender as línguas, conhecer os sinais das culturas e sentir todos cheiros.
Tomei o pequeno-almoço numa cidade perdida dos incas e vi que o Machu Picchu não era ficção. Caminhei até às margens do Niágara e senti a energia das cataratas. Terminei numa das ilhas dos galápagos, no Pacífico, onde bebi o último rum de Patrick Watkins.  
Cansada, adormeci e recuperei outro sorriso!
Ana Margarida Farromba

Sem comentários:

Publicar um comentário