23/08/12

A Gisela Franco juntou-se a nós!


Hoje o dia na escola ia ser diferente.
No pátio as crianças sentaram-se em filinhas e brincavam, empurravam-se, riam...
Não percebiam bem como é que aqueles sete colegas iam apresentar um teatro.
Aqueles colegas simpáticos que lhes devolviam sorrisos no recreio, não tinham voz!!!
Começou.
Com gestos, as mãos mostraram a lua, o sol, o coração, o mundo... todos perceberam a estória da amizade.
As palmas juntaram-se às outras mãos erguidas no ar e acenavam. Riam todos.

+

Acordei com a luz do sol que nascia. Espreguicei-me e olhei.
Não havia carros, pessoas, fumo, sirenes nem vozes.
Apenas vi as flores que apareciam como salpicos pequeninos de cor, por entre as minhas amigas, as árvores, enormes, pequenas, e tantas que forravam o meu lar de verde. Um riacho convidava a beber, Corria ao longe entre as rochas.
Ergui-me, comecei a andar. Primeiro devagar, depois acelerei e corri feliz pela floresta.
Sou um tigre. Sou livre.

Gisela Franco

Sem comentários:

Publicar um comentário