07/11/12

A vespa nunca escapa...


Armelinda ia fazer fazer o almoço, era leitão. Tentou abrir a garrafa de vinho para temperar o animal, a rolha soltou-se e foi parar à taça onde estavam dentes de alho que iam ser esmagados no almofariz. O despertador do forno onde coziam as batatas, tocou com grande alarido. E a bola de ténis do vizinho foi parar à cozinha e partiu a janela. Entrou por lá uma vespa mas, por sorte,  Armelinda matou-a com um papel


Margarida Neves, 8ºC nº 18- ESEACD - Marinha Grande, professora Rosa Miranda

Sem comentários:

Publicar um comentário