30/11/12

Mãe...



Ao todo são 77. Estas palavras rasgam o meu coração. Lapidam amigavelmente tua alma. Mas este é também um número que a tua idade,  demasiadamente ultrapassou. Ave desasada, já sem companheiro de caminhada, continuas teu percurso esbanjando afectos. Atenta ao mundo que teima em correr veloz sob os teus pés. És o pilar que sustenta nossos abraços incansáveis. Eis aqui o amor maior que a vida tem... Puro, roubado, incondicional! Este é o amor de nossa mãe…

  
Graça Pinto - Almada

Sem comentários:

Publicar um comentário