09/11/12

Tarde quente


Tarde quente, beira mar!
Duas melgas, uma gorda e outra, escanzelada, faminta por sangue vivo...
Sabiam que bastaria o sol sumir, teriam bons cardápios. Gente com pouca roupa, presas fáceis.
Uma passa mal. Fora atingida por um jato, direcionado pela dona da barraca.
Antes de cair, diz à amiga:
– Foge! Chama nosso exército e volta lá pra atacá-la.
Assim foi... Chegam juntos ao ataque. Ela sai em disparada!
Riem as duas, antes de morrerem, felizes, vingadas!

Chica, Brasil

Acaba de entrar no blogue: 

Imagem enviada por Chica