23/01/13

DE NOITE



De noite, João sonhava ser estrela.
Tudo ver, ser visto por todos.
Acordava sempre muito cansado e descontente.
Não dormia bem nem acordava estrela.
Mantinha-se igual a ontem e anteontem.
O João que só sabia sonhar!
A sua mãe bem que repetia:
“Assim não vais a lado nenhum.
Deves sonhar, mas dentro do real.
Tu sabes que nunca serás estrela!”
Nessa noite teve um sonho diferente.
Chamava-se João.
Era um menino muito feliz.
E acordou a sorrir.
Ana Bruno