05/01/13

Instalar o desassossego



Deixou que todos fossem descansar. O amanhecer seria pródigo em exortar ideias que o livrassem daquele peso; poderia então
revelar timoratamente o que a boca calava porque a razão escondia. Da tardia prudência sabia que 'há tempos de olhar da coruja
e tempos de voar como o falcão'. Dado o tardio da hora, se falasse, não lhe perdoariam a travessura. Chegado o momento, debitou
dum só folêgo aquilo que viria instalar o desassossego: ontem perdi na Roleta.
 
Elisabeth Oliveira Janeiro68 anos, Lisboa