11/04/13

Longe do coração


Que tonto pensar que ficando em Toronto será mais fácil esquecê-la. Noto nele uma vontade férrea de conseguir mas, como é óbvio, não manda no seu coração. Torno a insistir para que regresse ao seu país, porque no caso dele não se aplica o “longe da vista, longe do coração”. Todavia percebo-o. O  já sofreu tanto aqui que qualquer lugar longínquo lhe parecerá solução. Oro assim, para que cá ou lá, encontre rápido o seu trono.

Vera Viegas, 29 anos, Lisboa

Sem comentários:

Publicar um comentário